8 comentários:
De Kristina a 2 de Abril de 2008
É bom saber que os costums de Vila Cova à Coelheira se mantêm!
Quem participa nestas actividades tem o prazer de sentir na pele o fervor dos nossos antepassados!
Aqui deixo um apelo, participem também nestas actividades, participem na cultura portuguesa, na Cultura de Vila Cova - vamos ajudar Vila COva atingir um bom caminho, não vamos deixar morrer as tradiçoes e a terra!

Todos junos vamos ser capazes!

Obrigado a todos! Obrigado por esta divulgação!
Krisitna
De bigjohn (concertinista) lol a 4 de Abril de 2008
Exactamente, temos que dar mais vida à nossa terra através desta e de todas as outras maneiras, pois só assim podemos expedir a nossa cultura e as nossas tradições por esse país fora. E já agora um agradecimento especial ao autor deste blog, o Sr. Vitor Brito, que está a contribuir vivamente para que esses mesmos costumes cheguem ao MUNDO inteiro, obrigado
De joao ferreira a 7 de Abril de 2008
como defensor das tradições, dou os meus parabens ao rancho folclorico, assim como ao autor deste blog (victor brito) pela divulgação da nossa freguesia.
De Fábio Cardoso a 19 de Dezembro de 2010
Em primeiro lugar, gostaria de congratular o autor deste blog, visto que deste parte a oportunidade da divulgação da pequena, mas tão grande aldeia denominada por Vila Cova à Coelheira. É verdade, há quem designe por Vila Cova de Seia ao que não anuio. É certo que é para uma mais fácil identificação local desta aldeia, mas para isso é que existem estes meios de promoção, para não tornar a identificação da mesma como aquela pequena aldeia situada ao lado de Seia. Isso não!!! Portanto, uma vez mais um agradecimento especial ao Senhor "génio" criador deste blog.

Relativamente às actividades culturais, lúdicas e socais que se têm realizado, julgo necessário salientar que nunca deverão ter um "terminus" pois estas é que elevam o nome desta aldeia a um panorama nacional e, sem receio algum, internacional.
Bem, irei focar-me apenas nas primeiras e revelar uma vontade que havia tido quando era criança. Quando era criança, fora um desejo meu, ingressar no rancho folclorico para no mesmo tocar flauta. Recordo-me como esse grupo me entusiasmava, regozijava sempre que actuavam, mas... infelizmente vivia e vivo em Coimbra e nunca fora possível tal desejo. Isto tudo, para dizer que se o rancho era muito bom naquela altura, espero que o seja agora também e que não o deixem nem sequer desfalecer.
Estes são então os meus desejos, não só para o rancho, mas para tudo o que envolve positivamente esta lindíssima aldeia onde o meu pai nasceu e onde já passei maravilhosos momentos e espero passar futuramente.

Peço apenas mais uma coisa que considero a talvez a mais importante de todas: os jovens... Por favor, incentivem os jovens a viverem aí, não os "libertem" para outras povoações. Façam qualquer coisa, porque os jovens são o futuro. Não permitam que a aldeia caia no envelhecimento.

Força Vila Cova à Coelheira

Fábio André Garcia Cardoso (filho de Feliz Borges Cardoso)
De isabel brito a 9 de Abril de 2008
grande alegria ver o rancho da nossa terra:é bom no deixar morrer as nossas tradicoes. um grande agradecimento a vitor brito por esta iniciativa espero que continue.
De isabel brito a 10 de Abril de 2008
Como ex:elemento do Rancho tenho muitas saudades; mas ao mesmo tempo uma grande alegria. No Rancho é tudo uma Familia. Espero que assim continue.
De Mário Rui Santos a 28 de Julho de 2009
É motivo de grande satisfação de ver a minha terra ser divulgada alem fronteiras apesar de Vila Cova ter perdido algum esplendor de outrora, ainda bem que aparece este trabalho para lhe dar algum alento para que continue a ser uma terra rica em tradições e pessoas-

Bom trabalho Victor. e continua!
















De Fábio Cardoso a 19 de Dezembro de 2010
Em primeiro lugar, gostaria de congratular o autor deste blog, visto que deste parte a oportunidade da divulgação da pequena, mas tão grande aldeia denominada por Vila Cova à Coelheira. É verdade, há quem designe por Vila Cova de Seia ao que não anuio. É certo que é para uma mais fácil identificação local desta aldeia, mas para isso é que existem estes meios de promoção, para não tornar a identificação da mesma como aquela pequena aldeia situada ao lado de Seia. Isso não!!! Portanto, uma vez mais um agradecimento especial ao Senhor "génio" criador deste blog.

Relativamente às actividades culturais, lúdicas e socais que se têm realizado, julgo necessário salientar que nunca deverão ter um "terminus" pois estas é que elevam o nome desta aldeia a um panorama nacional e, sem receio algum, internacional.
Bem, irei focar-me apenas nas primeiras e revelar uma vontade que havia tido quando era criança. Quando era criança, fora um desejo meu, ingressar no rancho folclorico para no mesmo tocar flauta. Recordo-me como esse grupo me entusiasmava, regozijava sempre que actuavam, mas... infelizmente vivia e vivo em Coimbra e nunca fora possível tal desejo. Isto tudo, para dizer que se o rancho era muito bom naquela altura, espero que o seja agora também e que não o deixem nem sequer desfalecer.
Estes são então os meus desejos, não só para o rancho, mas para tudo o que envolve positivamente esta lindíssima aldeia onde o meu pai nasceu e onde já passei maravilhosos momentos e espero passar futuramente.

Peço apenas mais uma coisa que considero a talvez a mais importante de todas: os jovens... Por favor, incentivem os jovens a viverem aí, não os "libertem" para outras povoações. Façam qualquer coisa, porque os jovens são o futuro. Não permitam que a aldeia caia no envelhecimento.

Força Vila Cova à Coelheira

Fábio André Garcia Cardoso

Comentar post