1 comentário:
De Mario Rui Santos a 10 de Abril de 2010
Do outro lado da Vila. Esse lado que outrora se enchia de gente num corropio, por essa estrada fora com a satisfação de ter o dia a dia para trabalhar e que agora para nossa desolação, por causa da globalização, ou não?... Nos entristece ver esse lado, que de belo só restam os verdes prados em socalco e o Rio pelas bandas do Ribeiro com o barulho algo ensurdecedor da água pelos correntes até chegar à ponte.

Mário Rui

Comentar post